Grade Curricular

ESTRUTURA DAS ATIVIDADES DE FORMAÇÃO E ENSINO

As atividades de formação desenvolvidas pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia têm seu fundamento na indissociabilidade das atividades de ensino, pesquisa e extensão. Nossos cursos de Mestrado e Doutorado possuem um caráter tutorial. Desta forma, tanto os mestrandos como os doutorandos são integrados às equipes de pesquisa e extensão lideradas pelos professores-orientadores, que atuam também como orientadores acadêmicos. O Programa, por meio da disciplina Tutoria Didática, dá ênfase à formação do docente. A partir de sua inserção nas atividades do Programa, os alunos constroem conhecimentos e competências para a condução de suas dissertações e teses, desenvolvendo-se como pesquisadores e futuros docentes. As equipes de pesquisa são lideradas por pelo menos um docente permanente do Programa e, em sua maioria, integradas também por graduandos (bolsistas de iniciação científica ou não), por docentes ou outros profissionais que atuam como colaboradores. Os colaboradores podem ser docentes pertencentes aos quadros do Programa, como também docentes e pesquisadores externos ao Programa e à própria UFRJ.

1. GRADE CURRICULAR

A grade curricular reflete a ênfase do Programa na formação profissional fundamentada nas atividades de pesquisa e extensão e no regime pedagógico tutorial dos cursos de Mestrado e Doutorado. As disciplinas oferecidas em nossa grade curricular podem ser classificadas em quatro grupos: a) orientação; b) instrumentais; c) formação teórico-conceitual afim às linhas de pesquisa; e d) prática docente. A carga horária de cada uma das disciplinas oferecidas equivale a 30 horas/aula.

A.Disciplinas de Orientação

As disciplinas de orientação visam ao desenvolvimento da tese, para o Doutorado, ou dissertação, para o Mestrado. Consistem da orientação individual do trabalho de pesquisa da dissertação ou tese, sendo disciplinas obrigatórias tanto para o Mestrado quanto para o Doutorado. Há três disciplinas de orientação para o curso de Mestrado (Orientação de Dissertação I, II e III) e sete disciplinas para o Doutorado (Assessoramento de Pesquisa de Tese de Doutorado I, II, III, IV, V, VI, VII).

B. Disciplinas Instrumentais

As disciplinas instrumentais visam à formação teórico-metodológica em domínio específico de pesquisa. Cumprem a função de instrumentar o aluno para a atividade de pesquisa em uma subárea de conhecimento no interior de uma dada linha de pesquisa de domínio do professor-orientador. Dado o caráter propedêutico do mestrado e sua condição para acesso ao doutorado, as disciplinas de caráter instrumental são obrigatórias para esse nível. As disciplinas deste grupo são todas eletivas para o Doutorado. Cinco são as disciplinas consideradas instrumentais:

Metodologia de Pesquisa A

Metodologia de Pesquisa B

Metodologia de Pesquisa C

Seminário de Pesquisa I

Seminário de Pesquisa II

O mestrando deverá cursar, obrigatoriamente, a disciplina Metodologia de Pesquisa (A, B ou C), condizente com o desenvolvimento de seu trabalho de pesquisa e da equipe à qual se vincula (A – pesquisa quantitativa; B – cartografia e cartografia das controvérsias; C – pesquisa-intervenção). É, porém, facultado ao mestrando se capacitar em métodos de pesquisa diferentes daqueles comumente empregados em sua subárea de atuação através da escolha de uma segunda disciplina de metodologia de pesquisa como eletiva. As disciplinas de metodologia de pesquisa são ministradas por vários professores (juntos) o que favorece a integração das linhas de pesquisa do Programa. As disciplinas Seminário de Pesquisa I e II são ambas obrigatórias para o mestrado e consistem na discussão teórico-metodológica em grupo dos projetos de pesquisa em andamento. Tais disciplinas são voltadas para a orientação em grupo e possibilitam também a participação do aluno nas atividades de pesquisa desenvolvidas pelo professor-orientador. São, portanto, disciplinas ministradas no âmbito dos grupos de pesquisa.

C. Disciplinas de Formação Teórico-Conceitual afim às Linhas de Pesquisa

As disciplinas de formação teórico-conceitual afim às linhas de pesquisa desenvolvem conteúdos relacionados aos campos da psicologia da cognição, dos estudos da subjetividade nas dimensões cultural e clínica, da psicologia social contemporânea e de sua formação histórica. Tais disciplinas visam oferecer aos mestrandos e doutorandos o estudo aprofundado dos campos teórico-conceituais das linhas de pesquisa desenvolvidas no Programa. O orientador da pesquisa, que atua também como orientador acadêmico, discute com seus orientandos o conjunto das disciplinas eletivas, sugerindo a realização de disciplinas de outras linhas de pesquisa complementares à formação do pós-graduando. Todas estas disciplinas são eletivas, tanto para o curso de Mestrado como para o de Doutorado.

C.1. Linha de Pesquisa: Cognição e Subjetividade

Estudos avançados em processos cognitivos I: Temas em ciências da cognição

Estudos avançados em processos cognitivos II: Abordagens teóricas em ciências da cognição

Tópicos especiais em psicologia cognitiva I: A psicologia da linguagem escrita

Tópicos especiais em psicologia cognitiva II: A psicologia da educação matemática

Tópicos especiais em psicologia clínica I: Efetividade em psicoterapias cognitivo-comportamentais

Tópicos especiais em psicologia clínica II: Psicologia da saúde e terapia cognitivo-comportamental

Tópicos especiais em psicologia clínica III: Terapia cognitivo-comportamental e neurociências

Tópicos especiais em psicologia clínica IV: Estudo reflexivo de teoria e prática clínica

C.2. Linha de Pesquisa: Processos Psicossociais, Históricos e Coletivos

História e formação da Psicologia Social

Teoria das Representações Sociais

Tópicos especiais em Psicologia Social I: Psicologia Social: perspectivas históricas e produção de subjetividade

Tópicos especiais em Psicologia Social II: Tópicos especiais em Representações Sociais

Estudos avançados em Psicologia Social I: Atualização de questões em Representações Sociais

Estudos avançados em Psicologia Social II: Atualização de estudos na Psicologia Social contemporânea

Tópicos especiais em psicologia e política I: Temas atuais em psicologia e a política

Tópicos especiais em psicologia e política II: Estudos em psicologia, ciência política e áreas afins

C.3 Linha de Pesquisa: Subjetividade, Cultura e Práticas Clínicas

Tópicos especiais em subjetividade e cultura I: Produção de subjetividade e cultura contemporânea

Tópicos especiais em subjetividade e cultura II: Abordagens teórico-conceituais em subjetividade e cultura

Estudos avançados em psicologia da infância e da adolescência I: Temas em infância e adolescência

Estudos avançados em psicologia da infância e da adolescência II: Infância e adolescência – estudos e aplicações

Teorias e sistemas psicanalíticos I: Conceitos fundamentais da psicanálise

Teorias e sistemas psicanalíticos II: Temas clínicos em Freud e Lacan

Seminários em psicologia clínica I: Casos clínicos

Seminários em psicologia clínica II: Casos clínicos em práticas institucionais e comunitárias

D. Disciplinas de Prática Docente

Existem ainda duas disciplinas na grade curricular destinadas à prática de estágio em docência: Tutoria Didática I e Tutoria Didática II. Ambas sob supervisão do professor do PPGP. Ressaltamos que o professor da disciplina supervisiona a preparação didática e instrumentalização pedagógica do pós-graduando. O modelo adotado é o da formação continuada em imersão na prática docente. A formação dos discentes em docência é realizada ao longo dos cursos, sendo emitidos documentos declaratórios de tal prática e do número de horas realizadas. A restrição das horas de prática docente computadas como disciplina visa propiciar ao pós-graduando a realização do número de horas obrigatórias para a sua titulação nos diversos grupos de disciplinas que compõem a grade curricular.

Realização de Disciplinas fora do PPGP e Atividades Extra-Curriculares

Com o intuito de promover intercâmbio com outros Programas de Pós-Graduação e estimular trocas institucionais, temos disponibilizado na secretaria a grade de horários de outros programas de pós-graduação do Rio de Janeiro, além de divulgar as disciplinas oferecidas por nosso Programa em outros cursos de pós-graduação, como os da UFF, UERJ e UFRRJ, além de outros Programas da UFRJ. Os intercâmbios estabelecidos pelo PPGP têm também fomentado a realização desses cursos. É facultado aos discentes do Programa cursar até duas disciplinas em outros programas de pós-graduação.

Além das disciplinas, o Programa oferece regularmente aos pós-graduandos uma série de atividades que não constam na estrutura curricular como palestras, colóquios e jornadas de estudo. É fomentado ainda, aos discentes do Programa, a participação nos grupos de iniciação científica dos orientadores, para atuação juntos aos alunos de graduação, como coorientadores de trabalhos científicos a serem apresentados na Semana de Integração Acadêmica da Universidade e em demais eventos. Do mesmo modo, fomenta-se a participação dos pós-graduandos como membros das equipes que coordenam ações de extensão (programas, projetos, eventos e cursos) desenvolvidas no Instituto de Psicologia. Ademais, a localização privilegiada do Programa num campus composto por unidades vinculadas à educação, comunicação e serviço social, possibilita uma intensa vida acadêmica proporcionada por cursos e eventos diversos abertos aos alunos do campus.

 

2. REQUISITOS PARA A OBTENÇÃO DOS GRAUS DE MESTRE E DOUTOR

Mestrado

O curso de Mestrado requer uma carga horária mínima de 360 horas/aula distribuídas em 3 disciplinas instrumentais; 6 disciplinas eletivas e em 3 disciplinas de orientação. O mestrando deverá realizar seu exame de qualificação, frente a uma Banca Examinadora composta por três doutores, dentre eles o orientador, em até 3 meses antes da defesa da dissertação. A dissertação deverá ser apresentada, em sessão pública, a uma Banca Examinadora presidida pelo professor-orientador e com a presença de dois outros doutores, sendo pelo menos um deles externo à UFRJ. As Bancas Examinadoras de Mestrado devem ser homologadas pelo Conselho de Ensino para Graduados do Instituto de Psicologia da UFRJ.

Doutorado

O curso de Doutorado exige a realização de 450 horas/aula distribuídas em 15 disciplinas, sendo 7 delas disciplinas de orientação. O doutorando deverá realizar seu exame de qualificação frente a uma Banca Examinadora composta por três doutores, entre eles o orientador, em até seis meses antes da defesa da dissertação. A tese deverá ser apresentada, em sessão pública, a uma Banca Examinadora presidida pelo professor-orientador e com a presença de quatro outros doutores, sendo pelo menos dois deles externos à UFRJ. As Bancas Examinadoras de Doutorado devem ser homologadas pelo Conselho de Ensino para Graduados do Instituto de Psicologia da UFRJ.